Obras podem trazer muita dor de cabeça!

Sabemos que a construção civil é uma atividade particularmente apta a gerar desentendimentos e conflitos. Isto porque temos um grande número de pessoas e empresas envolvidas, um prazo grande de desenvolvimento das atividades e um alto valor financeiro envolvido. Para isto, temos a mediação na construção civil como a solução mais atual.

É comum que os gestores acabem levando os problemas para o final da obra, quando então surgem os aditivos e as negociações finais, e nem sempre todos saem satisfeitos. Isto pode resolver bem em uma obra, mas nem sempre é a melhor solução quando temos uma relação continuada com o fornecedor, funcionário ou cliente em questão. Ainda, pode causar atrasos ou serviços mal feitos durante a execução, por conta de insatisfação ou insegurança de que o conflito vai ser resolvido da melhor maneira.

Então, como fazer?

Os problemas que podemos encontrar

Os problemas podem começar já por definições de projeto. Temos a escolha da empresa que fará o projeto técnico, as aprovações nos órgãos competentes, a escolha da construtora e gerenciadora, e a obra propriamente dita. E tem a fiscalização da obra que deve ser considerada, o próprio cliente, vizinhos, enfim uma variedade de envolvidos.

São comuns conflitos entre sub-empreiteiros por falhas ou sobreposição de escopo. Entendimentos distintos de contratos e projetos. Atrasos de uma equipe que gera atraso nas posteriores. E os imprevistos de toda obra: tinta que cai sobre um veículo, o piso que não iria ser reformado acaba sendo danificado. Pode ter chuva acima do previsto para a época do ano que acaba por atrasar as atividades externas. A concretagem que atrasa e não pode parar, mas faz barulho fora do horário permitido. Muita sujeira, entulho e situações provisórias.

Enfim, muitos são os conflitos que podem surgir durante esta obra. E como resolver?

A Mediação privada é a solução ideal para conflitos na construção civil.

Um mediador privado possui a competência para realizar uma conversa estruturada entre as partes incomodadas, de modo a buscar a melhor solução que atenda aos envolvidos no conflito através da mediação na construção civil.

Até mesmo antes que a discussão se torne um problema judicial, o ideal é chamar um mediador para atuar. Ele agendará uma reunião entre os envolvidos e em conjunto buscarão um acordo, de modo rápido. Em geral, uma única reunião pode ser suficiente para para se chegar a um consenso. Isto acontecendo, é redigido um termo de acordo que deve ser assinado pelas duas partes.

Uma vez que as partes participaram na criação da solução, torna-se mais certo que ambas cumpram com o acordado, sem a necessidade de judicialização do problema, trazendo com isto uma diminuição de tempo e de custos para chegar-se a este acordo.

Conheça a mediação privada.

A mediação na construção civil torna-se especialmente eficaz naqueles problemas que não podem ser resolvidos pela simples análise do projeto ou do contrato, casos que sabemos serem comuns no setor. Ainda, o termo assinado tem peso de termo executivo extrajudicial, e tem vigência desde o momento de sua assinatura.

Outro ponto importante, é que o mediador trabalha de modo isento e imparcial em relação às partes. Também, tira do gestor ou da gerenciadora do papel de solucionador de todos os problemas, responsabilidade esta que nem sempre é sua, ou na qual pode estar envolvida.

Como visto, a mediação privada vem como uma alternativa rápida e econômica para resolver conflitos na construção civil. E é reconhecida pelo poder judiciário, inclusive pelo novo Código de Direito Civil, onde a mediação privada vem como uma solução para evitar que seu processo se junte aos mais de 110 milhões de processos que tramitam atualmente na justiça! Pense nisto antes de iniciar um processo judicial.

Quer tentar? Converse com um mediador, e busque maiores informações.

_____________

Quer receber nossos artigos sobre mediação? Cadastre-se em nosso mailing clicando Aqui!

 

Sobre Barbara Kelch

Sócia titular da Kelch Arquitetura, Consultoria e Projetos. Arquiteta e Gerente de Projetos, MBA, PMP e MRICS. Mediadora Judicial e Privada, habilitada a atuar no CNJ. Com 20 anos de experiência no Desenvolvimento de Projetos no setor da Construção e 4 anos de experiência em Auditoria, Gestão e Controle de Projetos de Engenharia e Construção na PwC